Entenda: A Importância da Limpeza Física no PC

Entenda: A Importância da Limpeza Física no PC

E muito comum observamos o constante acumulo de poeira e particulados dentro gabinete, coisa que a maioria das vezes muitas pessoas não levam em consideração e assim podem causar diversos problemas de hardware, super aquecimento das placas em geral e perda de desempenho.

CPU muito suja

Antes de tudo manter sempre limpo o ambiente onde fica o computador, ajuda baste o não acumulo de poeira. Lembre-se de que o gabinete é praticamente um aspirador de pó que fica ligado o tempo todo! Se você deixar o ambiente sujo, muito provavelmente a parte de dentro do gabinete estará empoeirada, dificultando o resfriamento dele (além de ser nojento, claro).

Deixar o gabinete em locais fechados, principalmente na parte de trás, onde fica a saída de ar da fonte. Também não deixe as laterais encostadas na parede (principalmente o lado esquerdo, que é onde fica a entrada de ar)

Recomendo que o leve para um técnico de confiança a cada 06 ou 12 meses, de preferência antes do período chuvoso. O intervalo de manutenção dependerá do nível de poeira dos locais de uso. Observação: Só faça esse procedimento se já estiver vencido o período de garantia do equipamento.

Processador sujo

Dissipador sujo

Ou ponto é pasta térmicaW do processador, composto químico sob forma de pasta, elaborado com elementos com propriedades de conduzir bem o calor, geralmente de cor branca ou prata. Possuem prazo de validade, geralmente três anos, mas este período de vida útil da pasta vai depender da composição, recomendam que se troque a pasta térmica a cada ano ou sempre que tirar o cooler do processador, pois ao recolocar o cooler com a pasta antiga a aderência diminui.

Lembre-se que o material de alguns coolers é bem sensível, se você iniciar um ciclo constante de monta e desmonta, com certeza alguma parte do cooler vai se quebrar antes da hora.

Processador após limpeza

Dissipador após limpeza

Mas sim, qual a importância da Limpeza Física? Os processadores possuem sensores de temperatura que são capazes de baixar a velocidade (ou clock) do processador, com o objetivo de baixar sua temperatura. Como medida extrema de auto-preservação, o processador pode até parar de funcionar, resultando naqueles estranhos travamentos que voltam ao normal depois de desligarmos e religarmos o PC.

Além disso as placas atuais são configuradas para desligar o computador quando ele atinge determinada temperatura (isso varia de acordo com o processador/placa-mãe).

Dianto disto é melhor manter o limpo para não ficar reclamando de lentidão, travamentos ou ate mesmo desligamento.

 

Compartilhar esse post